Polícia mata argelino armado com faca em delegacia na Espanha

Um argelino armado com uma faca foi morto nesta segunda-feira depois de tentar atacar os policiais em uma delegacia da cidade espanhola de Llobregat (Catalunha), aos gritos de "Allahu Akbar", informaram as autoridades.

"Um homem com uma arma branca entrou nesta manhã na delegacia de Cornella com o objetivo de atacar os agentes. O agressor foi abatido", informou no Twitter a polícia regional da Catalunha, os Mossos d'Esquadra.

De acordo com fontes policiais, o homem, um argelino de 29 anos que morava nesta localidade da região metropolitana de Barcelona, entrou na delegacia aos gritos de "Allahu Akbar" (Alá é grande) e com uma faca na mão.

"Os fatos aconteceram pouco antes das 6 horas da manhã", afirmou a polícia regional no Twitter.

Às 10H15 locais (5H15 de Brasília), os funcionários de uma funerária retiraram o corpo da delegacia, que estava isolada.

Policiais também seguiram para a residência do agressor, que fica a centenas de metros da delegacia dos Mossos d'Esquadra.

O incidente aconteceu poucos dias depois da Catalunha ter recordado o aniversário de um ano dos atentados de Barcelona e Cambrils que deixaram 16 mortos.

Na tarde de 17 de agosto de 2017, um veículo dirigido por um um extremista atropelou pedestres na Rambla, a avenida emblemática de Barcelona. Horas depois, cinco homens mataram uma mulher em outro atentado na cidade costeira de Cambrils (120 km ao sudoeste de Barcelona).