Um ano depois, Barcelona recorda vítimas de atentado

A Espanha recorda nesta sexta-feira (17) o aniversário de um ano do duplo ataque terrorista em Barcelona e Cambrils, que deixou 16 mortos e mais de 120 feridos.    

A cerimônia oficial ocorrida na praça da Catalunha, em Barcelona, contou com a presença do rei Felipe VI e sua esposa, a rainha Letizia, do primeiro-ministro espanhol, Pedro Sánchez, da prefeita de Barcelona, Ada Colau.    Milhares de pessoas também compareceram ao local para homenagear as vítimas. Flores foram depositadas no monumento Joan Miró, na Las Ramblas, no mesmo lugar onde a van dirigida pelo terrorista Younes Abouyaaqoub atropelou a multidão.    

O ato durou cerca de uma hora e foi marcado pelo silêncio, interrompido por música e poesia. O lema da celebração, "Barcelona, cidade de paz", ficou estampado sobre um palco branco. O primeiro atentado terrorista de 17 de agosto de 2017 ocorreu no calçadão de Las Ramblas. Já o segundo, foi registrado menos de 10 horas depois na cidade costeira de Cambrils. Ao todo, 16 pessoas morreram 15 em Barcelona e uma em Cambrils. Mais de 120 ficaram feridas. O grupo jihadista Estado Islâmico assumiu a autoria do ataque.