EUA cria 'Grupo de Ação' para pressionar Irã

O secretário americano de Estado, Mike Pompeo, anunciou nesta quinta-feira a criação de uma nova equipe de alto nível para centralizar os esforços internacionais visando aumentar a pressão diplomática e econômica sobre o Irã.

O Grupo de Ação para o Irã promoverá a estratégia de "pressão máxima" de Washington para mudar o comportamento de Teerã, o que inclui a possibilidade de sancionar países que mantêm comércio com os iranianos.

O grupo será liderado por Brian Hook como representante especial do departamento de Estado para o Irã.

Hook foi o encarregado do fracassado esforço para obter o apoio dos aliados dos Estados Unidos à decisão de Washington de abandonar o acordo nuclear com o Irã, adotada em maio.

"Durante quase 40 anos, o regime de Teerã tem sido responsável por uma torrente de violência e comportamento desestabilizador contra os Estados Unidos, nossos aliados e nossos sócios e, de fato, contra o próprio povo iraniano", declarou Pompeo.

"Nossa esperança é que em breve possamos alcançar um novo acordo com o Irã, mas será preciso ver mudanças importantes no comportamento do regime, tanto dentro como fora de suas fronteiras", disse o secretário de Estado.

"Esta equipe está comprometida com um forte esforço global para mudar o comportamento do regime iraniano", acrescentou Hook.