Putin e Trump discutiram propostas 'concretas' para leste da Ucrânia

Propostas "concretas" para a resolução do conflito no leste da Ucrânia foram "discutidas" por Vladimir Putin e Donald Trump em sua cúpula em Helsinque - anunciou o embaixador da Rússia nos Estados Unidos nesta sexta-feira (20).

"Esse problema foi discutido. Propostas concretas foram feitas para resolver essa questão", declarou Anatoli Antonov em uma entrevista coletiva em Moscou, ao ser questionado sobre se os dois presidentes haviam conversado sobre o conflito no leste da Ucrânia.

"Do lado russo, várias propostas sérias foram feitas. Algumas foram anunciadas por Vladimir Vladimirovytch (Putin) na coletiva de imprensa", afirmou Anatoli, acrescentando que "não teve nenhum acordo secreto".

Segundo a agência Bloomberg, que cita duas fontes anônimas, Putin teria proposto a Trump a realização de um referendo nas regiões separatistas do leste da Ucrânia para resolver o conflito que deixou mais de dez mil mortos desde 2014.

Ainda de acordo com a Bloomberg, essa consulta, como prevista por Putin, aconteceria na presença de observadores internacionais e trataria do status das repúblicas autoproclamadas de Donetsk e Lougansk, fora do controle de Kiev.

Antonov não comentou essas informações.

Se o projeto de referendo for adiante, será rejeitado pelas autoridades ucranianas, que acusam a Rússia de apoiar militarmente os rebeldes pró-russos.

O ex-primeiro-ministro ucraniano Arseni Yatseniuk já reagiu, afirmando que "qualquer sugestão de negociação com o presidente Putin é sempre um engano".

vvl-all/nm/lch/tt