Peru erradica mais de 14.000 hectares de folhas de coca

O Peru, segundo maior produtor mundial de folha de coca, erradicou mais de 14.000 hectares de cultivos ilegais da planta e destruiu 32 laboratórios de produção de cocaína nos últimos cinco meses, informou o governo nesta quarta-feira (26).

A erradicação de cultivos da matéria-prima da cocaína foi feita em Alto Huallaga, no nordeste do país, informou o Ministério do Interior.

"O Projeto Especial de Controle e Redução de Cultivos Ilegais em Alto Huallaga (Corah), com o apoio da Polícia Nacional do Peru (PNP), erradicou 14.115.28 hectares de plantações ilegais de coca no período de 1 fevereiro até 24 de junho de 2018", informou o Ministério em nota.

"Todas as intervenções e ações foram desenvolvidas como parte do Plano Anual de Redução do Espaço Cocaleiro 2018 da Estratégia Nacional de Luta contras as Drogas", acrescentou.

Diferentemente da Colômbia, onde na erradicação de cultivos ilegais se usa glifosato - um químico potencialmente prejudicial à vida humana e à natureza-, no Peru isso é feito manualmente, com facões.

As plantações e os laboratórios destruídos se encontravam em vales cocaleiros selváticos das províncias de Tocache e Padre Abad, e nos vales e na montanha de Puerto Inca e Oxapampa.

ljc/fj/tm/cc/mvv