Juiz da Suprema Corte dos EUA anuncia aposentadoria

Anthony Kennedy, juiz da Suprema Corte dos Estados Unidos, anunciou por meio de uma nota que deixará o cargo no próximo dia 31 de julho.

Com 81 anos, Kennedy foi nomeado à Suprema Corte pelo ex-presidente Ronald Reagan e, apesar da tendência conservadora, é considerado o "fiel da balança" pelo seu posicionamento moderado em alguns casos, como na votação para a legalização do casamento gay e para acabar com restrições nos financiamentos eleitorais. 

   Recentemente, no entanto, Kennedy teve papel decisivo no julgamento de uma confeitaria norte-americana que negara um bolo de casamento a dois gays por motivos religiosos. Segundo ele, a comissão do Colorado que se posicionara a favor do casal cometeu "hostilidade religiosa" contra o confeiteiro.    

Com a sua saída, Donald Trump deverá indicar alguém para fortalecer a ala conservadora da Suprema Corte. Especula-se que Kennedy possa ser substituído por Brett Kavanaugh, William Pryor, Thomas Hardiman ou Amul Thapar.   Trump afirmou que a "corrida" para encontrar um substituto "começa imediatamente". Ele também disse que tem uma lista de 25 possíveis candidatos. O presidente deve indicar um candidato antes das eleições de meio de mandato, em 6 de novembro, quando os republicanos podem perder a maioria no Congresso.