Itália doará 12 barcos de patrulha para a Líbia

O ministro do Interior da Itália, Matteo Salvini, anunciou nesta quarta-feira (27) que o país doará mais 12 barcos de patrulha para a Líbia. O objetivo é dar mais recursos para as autoridades de Trípoli realizarem resgates no Mediterrâneo.

A medida foi anunciada durante uma sabatina de Salvini no Parlamento, a primeira desde que ele assumiu o Ministério do Interior, em 1º de junho. "Nós já formamos 213 funcionários da Guarda Costeira da Líbia, e outros 300 podem ser treinados no âmbito da União Europeia", disse.

A Itália já equipou e treinou a Guarda Costeira do país africano, como resultado de um acordo firmado pelo governo anterior, do social-democrata Paolo Gentiloni. A medida contribuiu para uma redução de mais de 70% no número de deslocados externos que chegam aos portos italianos.

Durante a sabatina, Salvini ainda afirmou que, segundo dados da Organização Internacional para as Migrações (OIM), a Líbia abriga 662 mil deslocados externos provenientes de 40 países, quase o dobro dos 354 mil acolhidos pela Itália.