Bispos nicaraguenses vão a Masaya 'para evitar outro massacre'

Bispos católicos da Nicarágua anunciaram, nesta quinta-feira (21), uma visita à cidade de Masaya, que sofreu um duro ataque de forças oficiais, com o objetivo de "evitar outro massacre".

"Os bispos de Manágua decidiram ir esta manhã (quinta-feira) em um micro-ônibus com todo o clero, de Manágua até Masaya e Monimbó, para evitar outro massacre, dar consolo e orar com nosso povo", indicaram os prelados em um comunicado.

"Vamos em uma missão de paz para levar consolo e deter a violência", disse o arcebispo auxiliar de Manágua, Silvio Báez, em uma homilia na capital.

O núncio apostólico, Stanislaw Waldemar Sommertag, anunciou que acompanharia os prelados na visita a Masaya.

"Tem que orar muito. Precisamos ter certeza e confiar em Deus. Eu me refiro a isso que aconteceu (em Masaya) e que esperamos que não vá mais acontecer", pediu o núncio na homilia pelas cidades sob ataque de forças oficiais.

O líder estudantil Lesther Alemán disse que se integrou à comitiva dos bispos, acrescentando que "este é um abraço a Masaya. Doeu no governo a rebeldia dessa cidade".

mas/ja/dga/tt