Trump acusa canadenses de contrabando de sapatos

Além da "segurança nacional", Donald Trump encontrou outra justificativa para as tarifas aduaneiras impostos ao Canadá: os sapatos. O presidente americano acusou os canadenses, nesta terça-feira, de entrar nos Estados Unidos para comprar sapatos e revendê-los em seu país.

Durante um discurso, Trump retomou sua novela política comercial com o vizinho canadense e falou do deseja de fechar um acordo comercial com Ottawa separado do Acordo de Livre-Comércio da América do Norte (Nafta, na sigla em inglês).

Para defender o protecionista econômico e as tarifas sobre o aço e o alumínio canadenses, citou então "uma reportagem lida há uns dois dias em um grande jornal".

"As pessoas que vivem no Canadá vêm aos Estados Unidos e contrabandeiam para o Canadá porque os impostos são elevados. Os impostos para levar coisas ao Canadá são tão altos que têm que passar com coisas de contrabando", garantiu.

"Compram sapatos e usam. Sujam eles para que pareçam gastos", afirmou.

"O Canadá não vai mais tirar vantagem dos Estados Unidos", concluiu.

jl-leo/vog/lp/ja/cc