Otan mostrará unidade durante cúpula de Bruxelas, diz Stoltenberg

O secretário-geral da Otan, o norueguês Jens Stoltenberg, afirmou nesta terça-feira (19) confiar na capacidade dos dirigentes dos países da Aliança para mostrar unidade apesar de suas divergências durante a cúpula dos dias 11 e 12 de julho em Bruxelas.

"Confio na capacidade da Europa e dos Estados Unidos para permanecermos unidos durante a cúpula apesar de suas consideráveis divergências e para demostrar a importância do laço transatlântico", afirmou em entrevista ao canal de televisão francês France 24.

Stoltenberg expressou esta confiança em várias ocasiões desde a reunião dos ministros da Defesa da Aliança em 6 de junho em Bruxelas. Reconheceu que existem desacordos entre Estados Unidos e seus aliados europeus e canadense no seio da Otan sobre o comércio e o acordo nuclear com o Irã, impugnado pelo presidente Donald Trump.

O secretário-geral da Otan repetiu ter recebido garantias do presidente americano sobre seu "compromisso pessoal" com a Aliança. Trump havia qualificado a Otan de "obsoleta" durante a sua campanha eleitoral, semeando dúvidas entre seus aliados sobre suas intenções.

"A cúpula da Otan poderia ser a ocasião de lançar as negociações para uma adesão da Macedônia do Norte graças ao acordo alcançado com a Grécia sobre o novo nome da ex-república iugoslava", anunciou Stoltenberg.

csg/mra/acc/cb