Trump declara que 'a criminalidade aumenta na Alemanha', mas é falso

Donald Trump afirmou nesta segunda-feira (18) em um de seus recorrentes tuítes que "a criminalidade aumenta na Alemanha", deixando claro que os migrantes seriam os responsáveis. No entanto, a criminalidade caiu consideravelmente em 2017, último ano com estatísticas disponíveis.

O que se verifica?

O presidente americano publicou na rede social Twitter esta afirmação: "a criminalidade aumenta na Alemanha. Um grande erro ter permitido que milhões de pessoas pudessem ir à Europa mudando violentamente a sua cultura", uma publicação amplamente comentada em toda a Europa, em particular na Alemanha, onde a chanceler Angela Merkel enfrenta atualmente uma grave crise política devido à questão migratória.

O que se sabe?

Em um relatório oficial publicado no início de maio, o ministro alemão do Interior, Horst Seehofer, apoiado implicitamente por Trump em sua vontade de frear a imigração, comemorava o fato de o número de ataques físicos contra pessoas ou bens ter alcançado em 2017 seu "nível histórico mais baixo desde 1992", ou seja, desde que compilam as estatísticas para a Alemanha reunificada. Em 2017, a polícia contabilizou 5.761.984 atos criminosos, uma queda líquida de 5,1% com relação a 2016. Em 1994 essa cifra era de 6.537.748.

Trump também transparece em seu tuíte uma relação entre o aumento dos atos criminosos e da imigração. Entretanto, isso é inexato, posto que em 2014, último ano antes da crise migratória, foram calculados 6.082.064 crimes, ou seja, mais do que em 2017.

Mas é certo que a proporção de estrangeiros entre as pessoas suspeitas de realizar ações criminosas aumentou. Em 2014 era de 28,7%, alcançou os 40,4% em 2016, e caiu para quase 35% em 2017, mais do que antes da crise migratória.

Entre essas cifras sobre a criminalidade estrangeira, o ministério alemão detalha que 27,9% dos crimes foram cometidos por estrangeiros provenientes de países que estão fora da União Europeia (UE), ou seja, 8,5% do total de delitos cometidos em 2017 no país, uma cifra que se mantém estável (8,6% em 2016).

O que se pode concluir?

De maneira geral, a criminalidade não aumentou na Alemanha, mas baixou, contrariando o que foi dito pelo presidente americano. Contudo, a criminalidade estrangeira realmente aumentou no país, mas sem que seja possível atribuir especificamente aos milhares de migrantes chegados desde 2015.