Príncipe Harry e Meghan agradecem aos convidados de seu casamento

Os recém-casados príncipe Harry e a ex-atriz americana Meghan Markle agradeceram nesta segunda-feira (21) a cada um dos convidados ao seu casamento, ocorrido no sábado, enquanto sua nova residência, o Palácio de Kensington, divulgou três fotos oficias da união real.

"O duque e a duquesa de Sussex querem agradecer a cada uma das pessoas que fez parte das celebrações de seu casamento no sábado", indicou um comunicado do palácio.

"Eles se sentiram muito sortudos de poder compartilhar o seu dia com todos os que se reuniram em Windsor e também com os que viram o casamento pela televisão no Reino Unido, na Commonwealth e ao redor do mundo", acrescentou o comunicado.

Cerca de 100 mil pessoas se reuniram para a cerimônia em Windsor, a oeste de Londres, e milhões a acompanharam ao vivo pela televisão, incluindo 29 milhões de espectadores somente nos Estados Unidos.

O novo casal real disse estar "encantado" com as fotos oficiais feitas por Alexi Lubomirski e agradeceu ao público por suas "generosas mensagens de apoio".

Uma foto mostra o casal com a avó de Harry, a rainha Elizabeth II, seu esposo, o príncipe Philip, e seu filho, o príncipe Charles, herdeiro do trono e pai do noivo.

Em outra imagem, os recém-casados posam com todas as crianças que foram pajens e daminhas da cerimônia, incluindo o príncipe George, terceiro na linha de sucessão.

A terceira imagem mostra apenas o casal sentado em uma escadaria, em uma foto em preto e branco.

Como membro da família real, Meghan conta a partir de agora com a sua própria página no site oficial royal.uk, no qual há uma breve autobiografia focada em seu apoio a causas que defendem a justiça social e o empoderamento das mulheres.

"Tenho orgulho de ser mulher e feminista", diz Meghan no site, agora duquesa de Sussex.

Como um sinal de seu compromisso, a biografia menciona que Meghan fez campanha para mudar o texto de um anúncio de televisão que usava linguagem sexista quando tinha apenas 11 anos, e descreve que foi voluntária em um refeitório beneficente em Los Angeles quando era adolescente.

Contudo, há pouca menção a sua carreira como atriz, incluindo seu papel como a assistente jurídica Rachel Zane na série "Suits".

A descrição de Meghan como feminista orgulhosa gerou especulações na imprensa sobre a possibilidade de que ela desafie a tradição da família real de não se envolver em temas politicamente delicados.

O Daily Mail advertiu que Meghan "conduziria a família real a uma surpreendente nova direção", mas também mostrou cautela.

"Ela deve cuidar para que seu entusiasmo por essas causas não a façam entrar em disputas políticas. Para sobreviver, a monarquia deve permanecer escrupulosamente neutra", destaca o jornal britânico em um editorial.