Morrem quatro rebeldes, dois policiais e um civil em ataque a igreja na Chechênia

Quatro rebeldes, dois policiais e um civil morreram neste sábado (19) na Chechênia, república do Cáucaso russo, durante um ataque contra uma igreja ortodoxa nesta região de maioria muçulmana, informou o comitê de investigação russo em um comunicado.

O ataque foi dirigido à Igreja de Miguel Arcanjo, no centro de Grozny, capital chechena, segundo o comunicado.

"Segundo as informações preliminares, dois policiais encarregados de garantir a segurança da igreja (...) e um civil morreram", detalha o comitê, acrescentando que outros dois policiais foram feridos.

"Quatro rebeldes foram eliminados", e descobriram que tinha facas e um fuzil, segundo a mesma fonte.

"O profissionalismo dos policiais evitou que o ataque tivesse consequências mais graves e provocasse um maior número de vítimas", disse o comitê.

O presidente checheno, Ramzan Kadirov, disse às agências de notícias russas que os rebeldes, que agiram "por ordem de um país ocidental", tinham como "objetivo sequestrar os fiéis".

mp/mr/gh/pa/cb