Homens armados sequestram enfermeira alemã da Cruz Vermelha na Somália

Homens armados sequestraram nesta quarta-feira (2) uma enfermeira alemã do Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) na capital da Somália, Mogadíscio, informou a organização nesta quinta-feira (hora local, noite de quarta no Brasil).

"Estamos muito preocupados com a segurança da nossa colega", disse Daniel O'Malley, vice-diretor do CICV na Somália.

"É uma enfermeira que trabalhava a cada dia para salvar vidas e melhorar a saúde de algumas das pessoas mais vulneráveis da Somália", acrescentou.

O sequestro ocorreu às 20H00 locais (14H00 de Brasília), quando homens armados entraram em um conjunto residencial de Mogadíscio, informou a Cruz Vermelha, que disse estar em contato com as autoridades para tentar conseguir sua libertação.

A Somália, cenário de uma guerra civil desde 1991 e de uma insurreição vinculada à rede extremista islâmica Al Qaeda desde 2005, é um dos locais mais perigosos do mundo para trabalhadores humanitários. Os sequestros, no entanto, são pouco frequentes no país.

str-tmc/gm/mvv