Reino Unido diz que Rússia monitorou durante 5 anos ex-espião atacado

O Reino Unido afirmou nesta sexta-feira que agências de inteligência da Rússia monitoraram o ex-espião Sergei Skripal e sua filha Yulia havia pelo menos cinco anos. Assessor de Segurança Nacional britânica, Mark Sedwill divulgou a informação em carta ao secretário-geral da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), Jens Stoltenberg.

Skripal e sua filha foram encontrados inconscientes no banco de um parque na cidade de Salisbury, na Inglaterra, em 4 de março, após um ataque com agente nervoso. O governo britânico culpa a Rússia no caso, mas Moscou nega envolvimento.

Yulia Skripal, de 33 anos, foi liberada do hospital. O pai dela segue hospitalizado, mas autoridades britânicas dizem que ele tem melhorado. Fonte: Associated Press.