Justiça alemã nega extradição de Puigdemont à Espanha e liberta líder catalão

Uma corte judicial da Alemanha determinou que o ex-presidente regional da Catalunha Carles Puigdemont pode ser libertado sob fiança e poderá aguardar em liberdade pela decisão sobre sua eventual extradição à Espanha.

O tribunal estadual de Schleswig estabeleceu as condições para a libertação de Puigdemont, que incluem um pagamento de 75 mil euros (US$ 92 mil) como fiança.

Puigdemont foi detido na Alemanha em 25 de março sob um mandado de prisão espanhol, enquanto voltava da Finlândia para a Bélgica, onde reside atualmente.

O tribunal disse na quinta-feira que Puigdemont não pode ser extraditado sob a acusação principal de que a Espanha está se levantando contra ele, a rebelião, porque não há crime semelhante na lei alemã.

Madri também acusa Puigdemont de uso indevido de fundos públicos. O tribunal alemão disse que considerará sua extradição por causa deste crime. Fonte: Associated Press.