Países africanos assinam acordo para criar zona de livre-comércio

Quarenta e quatro países africanos assinaram nesta quarta-feira (21), em Ruanda, um acordo para criar uma zona de livre-comércio continental (Zlec) - anunciou a União Africana (UA).

"O acordo para criar a Zlec foi assinado por 44 países", disse o presidente da Comissão da UA, Musa Faki, após uma cúpula da organização Kigali.

O acordo não inclui a Nigéria, contudo, uma das maiores economias do continente.

A lista de países signatários não foi divulgada, mas se sabe que também não inclui Eritreia, Burundi, Namíbia e Serra Leoa.

A Argélia, um país conhecido por seu protecionismo, assinou.

"Alguns países têm reticências e ainda não terminaram as consultas em nível nacional. Mas faremos outra cúpula na Mauritânia em julho e esperamos que os países receosos assinem", disse o comissário de Comércio e Indústria da UA, Albert Muchanga.

Segundo dados da organização, a eliminação progressiva dos direitos aduaneiros entre membros da zona permitirá aumentar em 60% o nível de comércio interafricano até 2022, frente aos atuais 16%.