Naufrágio no Egeu mata 14 imigrantes

Ao menos 14 pessoas, incluindo quatro crianças, morreram afogadas no naufrágio, no mar Egeu, de um barco que havia partido da Turquia com cerca de 20 imigrantes a bordo, informou neste sábado (17) a polícia portuária grega.

O balanço de mortes aumentou no decorrer das operações de buscas em frente à costa da ilha grega de Agathonisi. Primeiro foram encontrados os cadáveres de uma mulher, um homem e quatro crianças. Depois, oito outros corpos foram retirados da água.

Um barco patrulha, um helicóptero militar e três pesqueiros participavam esta manhã das buscas, aos quais deveriam se juntar uma embarcação da Frontex, a agência europeia de fronteiras.

Segundo o testemunho de sobreviventes, o barco transportava 21 passageiros. Alguns seguem desaparecidos.

As autoridades foram alertadas do naufrágio por duas mulheres e um homem que chegaram a nado na ilha.

Este naufrágio acontece na véspera do segundo aniversário do pacto firmado entre a UE  e Ancara para estancar o fluxo migratório entre a Turquia e as ilhas gregas.

Mais de mil imigrantes, incluindo muitas crianças, morreram no Egeu em 2015 e 2016.