Matteo Renzi renuncia a liderar seu partido após fracasso nas eleições italianas

O ex-primeiro-ministro e líder do Partido Democrático (PD), Matteo Renzi, renunciou nesta segunda-feira a chefiar seu partido depois do fracasso nas eleições de domingo na Itália.

"A derrota foi clara e visível. É evidente que renuncio a liderar o partido". declarou Renzi durante coletiva de imprensa em Roma.

Para o maior partido da atual coalizão no poder de centro-esquerda, o PD de Renzi amargou cerca de 19% dos votos.

Fortalecidos pelos resultados das eleições legislativas, a extrema direita de Matteo Salvini e o Movimento 5 Estrelas antissistema reivindicaram nesta segunda-feira (5) o direito de governar a Itália.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais