Kim Jong-un ordena normalizar relações com Coreia do Sul

O líder norte-coreano, Kim Jong-un, pronunciou um discurso à nação em que ele ordenou criar todas as condições necessárias para melhorar as relações com a Coreia do Sul, informou a Agência Telegráfica Central da Coreia (KCNA).

"O chefe de Estado sublinhou que nosso país precisa aderir-se firmemente a uma política que permitiria fazer um grande avanço na unificação autossuficiente. Não precisamos recorrer ao passado e pensar em [detalhes específicos das relações com] Seul. Em vez disso, é necessário melhorar os laços entre o Norte e o Sul", lê-se na publicação da agência.

Segundo Pyongyang, chegou a hora de unir os esforços do povo coreano para deter o aumento de tensão na península.

"Não estamos falando apenas sobre a normalização das relações intercoreanas, mas também sobre a reconciliação da nação, sua unificação voluntária", afirmou KCNA, lamentando também que "a cooperação entre os povos do Norte e do Sul seja entravada por todo tipo de restrições inapropriadas, bem como instrumentos legais e políticos".

Em 3 de janeiro, Seul e Pyongyang restabeleceram o canal de comunicação especial na Zona Desmilitarizada de Panmunjom. Os dois países também concordaram em manter negociações de alto nível em 9 de janeiro na cidade fronteiriça. Espera-se que os dois países negociem a possível participação da equipe norte-coreana nos Jogos Olímpicos de Inverno 2018 em Pyeongchang, que começarão na Coreia do Sul no próximo mês.

O presidente dos EUA, Donald Trump, por sua vez, manifestou a esperança de que a próxima reunião de alto nível entre Seul e Pyongyang tenha resultados positivos e afirmou estar disposto a conversar por telefone com o líder norte-coreano sob certas condições.

>> Sputnik