Itália revê para cima estimativa de crescimento do PIB

Se confirmado, crescimento de 1,5% será o maior desde 2010

O Instituto Italiano de Estatísticas (Istat) reviu para cima o crescimento econômico do país para 2017 e 2018 nesta terça-feira (21). A alta veio após os bons indicadores econômicos registrados no primeiro semestre do ano.

"Em 2017, está previsto um aumento do Produto Interno Bruto equivalente a 1,5% em termos reais. A taxa de crescimento está em aceleramento em relação àquela registrada em 2016 (0,9%). É esperado que o melhoramento siga em ritmo análogo também em 2018 (1,4%)", emitiu em nota a entidade.

A última estimativa divulgada pelo Istat, em relatório divulgado em maio, era de um crescimento de 1% para este ano. Agora, o índice está em linha com o que é esperado pelo governo italiano, também em 1,5%. Se confirmado, esse será o maior PIB registrado no país desde 2010.

O Istat também divulgou suas expectativas para o desemprego, que teve ter uma "moderada diminuição" em 2017, caindo de 11,7% para 11,2%. No entanto, o órgão ressalta que ele ainda está distante da meta da área do euro. "A melhora do mercado de trabalho está estimada para estender-se também em 2018, com a redução da desocupação para 10,8%".

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais