Líder da máfia siciliana é assassinado em Palermo, na Itália

Um chefe da máfia siciliana, Cosa Nostra, foi morto a tiros nesta segunda-feira (22) na cidade de Palermo, na Itália. Identificado como Giuseppe Dainotti, 67 anos, o mafioso estava em uma bicicleta na rua "Via D'Ossuna" quando foi atingido. 

"Eu ouvi dois tiros. Era 7h50. Parecia fogos de artifício. Aqui sempre são disparados fogos a qualquer hora, mas vi um homem no chão com a cabeça sangrando e na rua não havia ninguém", relatou uma moradora da região.    

O homem havia sido libertado da prisão em 2014 e estava na mira de seus inimigos membros do grupo Cosa Nostra. Na ocasião, um dos chefes da máfia, Giovanni Di Giacomo, com quem a vítima se envolveu no tráfico de drogas nos anos 1990, havia ordenado a eliminação de alguns líderes da máfia.    

Dainotti foi um dos seguidores do chefe mafioso, Salvatore Cancemi, e possui uma longa lista de crimes em sua ficha como assassinato, roubo e tráfico de drogas. Em 1983, foi condenado à prisão perpétua e ficou recluso durante 20 anos. No entanto, foi libertado devido a uma negligência processual.