Político ucraniano afirma que EUA tem todo direito de reivindicar Crimeia

Andrei Artemenko, deputado da Rada Suprema, parlamento ucraniano, afirmou que os Estados Unidos possuem todo o direito jurídico para reivindicar território da Crimeia, informou o portal ucraniano LB.

De acordo com o político, o governo dos Estados Unidos emprestou 50 milhões de dólares para a Rússia em 1920. Artemenko afirmou que, como parte do acordo, os líderes da União Soviética concordaram em doar Crimeia para os EUA caso a dívida não fosse paga.

Como informa o portal LB, Artemenko acrescentou, além disso, que, em 1954, quando terminou o prazo de amortização da dívida, um suposto projeto americano chamado Nova Califórnia foi criado a fim de tomar a península da Rússia.

"Estou seguro de que esta é a razão pela qual a península da Crimeia foi cedida para a Ucrânia, para preservar o território da União Soviética", considerou o deputado ucraniano.

Anteriormente, Artemenko propôs alugar a Crimeia para a Rússia por um período de 30 a 50 anos, e, em seguida, realizar um referendo sobre a adesão da península para apaziguar as relações entre Moscou e Kiev sobre a controvertida região. O político enviou um documento com o projeto à administração do presidente norte-americano, Donald Trump.

Depois disso, Yuri Lutsenko, procurador-geral da Ucrânia, informou que foi aberto um processo penal por crime de traição ao Estado contra o deputado em virtude de sua proposta de entregar Crimeia para alugar à Rússia.

> > Sputnik