Itália prende brasileiras por tráfico humano e prostituição

Grupo tinha sede em Fortaleza e era investigado no Brasil

A polícia italiana prendeu três brasileiras acusadas de tráfico de seres humanos e favorecimento à prostituição, informaram as autoridades neste domingo (18) em um comunicado.    

A prisão ocorreu no cumprimento de um mandado emitido pela Justiça brasileira em caráter internacional. Através do Serviço de Cooperação Internacional da Polícia, as autoridades brasileiras informaram a Itália sobre a atuação de um grupo com sede em Fortaleza, no Ceará, que atuava no tráfico de seres humanos e no favorecimento à prostituição no país europeu. 

No Brasil, foram emitidos mandados contra 13 pessoas. Na Itália, esses mandados foram cumpridos pelas equipes de polícia de Brescia, Milão e Gorizia, contra três mulheres que são suspeitas de integrarem o grupo.