Ataque a campo de refugiados na Nigéria deixa 100 mortos

Bombardeio aconteceu por engano na cidade de Rann

Um avião de combate da Força Aérea da Nigéria, em missão contra o grupo extremista Boko Haram, bombardeou por engano um acampamento de refugiados nesta terça-feira (17), provocando a morte de mais de 100 pessoas.    

Segundo o comandante militar Lucky Irabor, durante o incidente morreram ou ficaram feridos refugiados, representantes de organizações humanitárias e alguns nigerianos, que trabalhavam para os Médicos sem Fronteiras e para o comitê internacional da Cruz Vermelha. O número oficial de mortos e feridos ainda não foi divulgado.    

O bombardeio aconteceu na cidade de Rann, no nordeste da Nigéria, próximo a fronteira com Camarões. De acordo com Irabor, a missão foi ordenada com base em coordenadas geográficas para combater o grupo terrorista Boko Haram.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais