UE abre causa contra 6 países por fraudes da Volkswagen

Reino Unido e Alemanha estão entre os citados no processo

A Comissão Europeia abriu um processo por infração contra a Alemanha e outros seis países por não terem aplicado penalidades contra montadoras que violaram as normas europeias de emissão de poluentes.

Reino Unido, Luxemburgo, Espanha, Grécia, Lituânia e República Tcheca são os outros países que aparecem no processo. A acusação é de que os governos homologaram os modelos de veículos da Volkswagen que levavam o software que burlava os testes de emissões de gases.

Alemanha, Reino Unido, Espanha e Luxemburgo não sancionaram a montadora pela violação das normas. Além disso, Londres e Berlim não forneceram todos os dados e informações para as investigações nacionais. Os países têm dois meses de prazo para responder à União Europeia.

"Respeitar a lei é, acima de tudo, um dever das montadoras, mas as autoridades nacionais da UE devem assegurar que os produtores respeitem as normas", disse a comissária europeia de mercado interno, Elzbieta Bienkowska. "A Comissão Europeia também apresentou propostas para introduzir, no futuro, uma maior supervisão e tornar o sistema de homologação mais robusto", contou.