Quatro operários morrem em acidente de navio na Sicília

Motivo da morte foi intoxicação por gás que estava na cisterna

Quatro operários morreram e um quinto foi levado a um hospital após terem passado mal enquanto faziam trabalhos de manutenção e limpeza de um navio-cisterna na cidade Messina, na Sicília. 

Os homens estavam realizando trabalhos de limpeza dos reservatórios de combustível na embarcação Sansovino - da companhia de transporte marítimo italiana Caronte & Tourist, que estava atracado no cais de Norimberga, no porto da cidade siciliana - quando começaram a passar mal e caíram no interior de uma cisterna. 

Os cinco operários foram resgatados por equipes dos bombeiros e levados para o hospital Policlínico de Messina. Três dos italianos morreram ainda no local do acidente e o quarto não resistiu aos graves ferimentos e acabou falecendo já no hospital. 

Acredita-se que Gaetano D'Ambra, Christian Micalizzi, Santo Parisi e mais o outro morto, que ainda não foi identificado, teriam falecido intoxicados pelo gás que se encontrava dentro da cisterna. As investigações sobre o incidente foram atribuídas às autoridades do Porto de Messina e a Procuradoria da cidade também abriu uma investigação.