Coreia do Norte afirma que não pretende usar armas nucleares em primeiro lugar

O representante da Coreia do Norte junto à ONU afirmou que o país vai seguir o compromisso de não ser o primeiro a usar suas armas nucleares, informa a agência central de telégrafos norte-coreana. 

Segundo o comunicado da entidade, "a Coreia do Norte, sendo uma potência nuclear responsável, como foi declarado anteriormente, não vai usar armas nucleares em primeiro lugar, exceto se as forças inimigas violarem a soberania do país através de uso de meios nucleares, e aplicará esforços para o desarmamento nuclear geral e cumprimento honesto das responsabilidades de não-proliferação de armas nucleares assumidas perante a comunidade internacional". 

Segundo o representante norte-coreano, que discursou na 71? Assembleia Geral da ONU, a Coreia do Norte obteve tecnologias nucleares com o único objetivo de "resistir à ameaça nuclear por parte dos EUA". A última discussão em torno da situação na península coreana foi realizada no Conselho de Segurança da ONU em 9 de setembro. Vale lembrar que, neste dia, apesar da proibição por parte do Conselho de Segurança, a Coreia do Norte realizou seu quinto teste nuclear, considerado o maior na história do país, com uma potência equivalente a 10 quilotoneladas de TNT. Todos os três mísseis lançados caíram na zona econômica exclusiva do Japão, o que foi avaliado como uma ameaça direta para a segurança deste país.