Moscou: EUA falharam e tentam culpar a Rússia

O Ministério das Relações Exteriores da Rússia acusou os Estados Unidos de tentarem colocar a culpa em Moscou por falhas cometidas por Washington no que diz respeito à cooperação sobre a Síria, rompida unilateralmente pelos americanos.

"Acontece que Washington simplesmente não cumpriu uma disposição essencial dos arranjos para facilitar a situação humanitária dos habitantes de Aleppo, declarou a porta-voz da diplomacia russa", Maria Zakharova. "E agora, aparentemente incapazes de cumprir esses acordos que eles mesmos elaboraram, os americanos estão tentando jogar a responsabilidade nas costas de outros".  

Mais cedo, o Departamento de Estado dos EUA informou que estava suspendendo os canais bilaterais com a Rússia na Síria porque os russos não teriam cumprido a sua parte no acordo de cessar-fogo firmado entre os dois países no início do mês passado. 

Esse acordo, anunciado pelo chanceler russo, Sergei Lavrov, e o secretário de Estado dos EUA, John Kerry, no último dia 9, previa um novo regime de trégua na República Árabe e, entre outras coisas, até a possibilidade de operações conjuntas entre russos e americanos no país. No entanto, segundo Damasco, grupos rebeldes com os quais Washington tinha se comprometido a negociar continuaram os ataques contra posições do exército sírio, que não demorou muito para responder a essas violações e suspender a sua participação no acordo.