Gato é resgatado na Itália após 16 dias soterrado

Pietro sobreviveu apenas à base de gotas de chuva

Um gato foi retirado de escombros na cidade de Amatrice, a mais atingida pelo terremoto de 24 de agosto na região central da Itália, 16 dias depois do tremor que deixou 295 mortos.

Chamado Pietro, o bichano ficou todo esse tempo em condições inóspitas embaixo dos entulhos, sem comida, com pouquíssimo ar e sobrevivendo à base de gotas de chuva. O gato foi resgatado pelos bombeiros, que ouviram seus miados quando mexiam nos escombros da casa de sua família. Os donos, incrédulos, já haviam dado o animal como morto e assistiram ao salvamento comovidos.

Como o estado de saúde de Pietro é crítico, o felino branco com manchas cinzas foi levado imediatamente a um hospital veterinário de Rieti, onde está internado.

Veterinários voluntários continuam trabalhando nos postos de atendimento instalados em Amatrice para prestar socorro aos animais afetados pelo tremor de 24 agosto.