No G20, Renzi e Temer planejam missão empresarial no Brasil

Itália enviará grupo de 300 empresários para o Brasil neste ano

O primeiro-ministro da Itália, Matteo Renzi, propôs organizar uma missão com 300 empresários italianos no Brasil para o presidente Michel Temer, em um encontro que os dois tiveram em Hangzhou, na China, às margens da cúpula do G20.

A ideia, que já tinha sido anunciada por Renzi durante sua visita ao Brasil em agosto para os Jogos Olímpicos, foi apresentada formalmente a Temer ontem (5). Os dois mandatários concordaram com a missão e encarregaram o ministro das Relações Exteriores, José Serra, e o ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Pereira, de planejarem a viagem dos empresários italianos. 

No encontro, Temer reiterou o interesse do Brasil na venda para a Itália da aeronave KC-390 para a Itália, um supercargueiro desenvolvido pela Embraer em parceria com a Força Aérea Brasileira (FAB). O presidente também manifestou o interesse em atrair investimentos italianos para projetos de infraestrutura no Brasil e agradeceu o apoio de Roma ao acordo entre Mercosul-União Europeia.

Temer ainda prestou solidariedade às vítimas do terremoto que atingiu a zona central da Itália em 24 de agosto e provocou a morte de 295 pessoas, além de destruir cidades inteiras. A cúpula do G20 foi o primeiro compromisso internacional de Temer desde que assumiu oficialmente a Presidência do Brasil, dia 31 de agosto, quando o Senado Federal cassou o mandato de Dilma Rousseff.