Turismo cai após onda de terrorismo na França

Segundo dados oficiais, número de visitantes caiu em 7%

O número de visitas de estrangeiros na França caiu cerca de 7% desde o começo do ano, após o país ser alvo de uma série de ataques jihadistas nos últimos meses.    

O chanceler francês, Jean-Marc Ayrault, explicou que a capital, Paris, uma das cidades mais turísticas do mundo, foi particularmente afetada.    

Como resposta, o ministro convocou para o próximo mês uma reunião com os principais nomes do setor turístico.    Segundo dados do Ministério de Relações Exteriores francês, o turismo é responsável por entre 7% e 8% do Produto Interno Bruto (PIB) do país. Desde janeiro do ano passado, quando jihadista invadiram a redação do jornal satírico "Charlie Hebdo", o país vem sendo alvo de ataques terroristas. As ações, em sua maioria reivindicadas pelo Estado Islâmico (EI, ex-Isis), deixaram centenas de mortos em cidades turísticas como Paris e Nice.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais