Reunião do G20 foca em cenários pós-Brexit a médio prazo

O primeiro dia da reunião de ministros do G20, que ocorre em Chengdu, na China, a saída da Grã-Bretanha da União Europeia (Brexit) foi a pauta deste sábado (23).    

"Falamos muito do Brexit. Foi dito que, por um lado, o choque inicial foi bem absorvido pelos mercados, melhor do que se esperava. Mas, as consequências a médio prazo ainda estão pouco claras até porque não se sabe quando será instaurado o processo de negociação entre a Grã-Bretanha e a UE", disse à Ansa o ministro da Economia da Itália, Pier Carlo Padoan.    

Segundo o italiano, a situação indefinida faz com que os ministros "saibam ainda menos o que pode acontecer nos cenários futuros", até mesmo porque além do Brexit, as "economias mundiais crescerão menos".    

"Há um outro elemento negativo porque todas as economias crescerão menos. É possível reagir acelerando os processos de reformas, acelerando as estratégias para o crescimento nos quais há tanto reformas estruturais bem como as macroeconômicas", concluiu Padoan.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais