Após tiroteio, Merkel diz que sofre com famílias de vítimas

Em seu primeiro pronunciamento após o tiroteio no shopping center de Munique, a chanceler alemã Angela Merkel lamentou o massacre e disse "sofrer" com as famílias das nove vítimas.    

"Lamento profundamente e para as famílias daqueles que não voltarão mais para casa, em nome de todos, compartilhamos o seu sofrimento e sofremos com vocês. Nosso pensamento também está com os vários feridos para que possam se curar completamente", disse a chanceler neste sábado (23).    

>> Autor de ataque em Munique agiu sozinho e não tem ligação com EI

Classificando o ataque como "uma noite de horror", Merkel destacou que seu governo vai "investigar até a última palavra sobre o que aconteceu". "O Estado fará de tudo para assegurar a segurança e a liberdade de todas as pessoas. Qualquer um de nós poderia estar ali e consigo entender quem se sente inseguro", disse ainda a líder política. 

Merkel aproveitou o pronunciamento para elogiar o comportamento "altamente profissional" da polícia de Munique.

>> Quem era Ali Sonboly, o jovem atirador de Munique de 18 anos

>> Após tiroteio, brasileiras em Munique temem locais públicos

>> Angela Merkel convoca Conselho de Segurança após ataque em Munique

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais