Morre voluntário de teste clínico de novo remédio na França

Outros cinco voluntários foram hospitalizados em estado grave e estão sob observação

Faleceu neste domingo (17) o voluntário que teve morte cerebral diagnosticada pouco após iniciar participação em um teste clínico de um novo remédio no Oeste de França. Ele chegou a ser hospitalizado na cidade de Rennes após passar mal, mas não sobreviveu.    

O teste envolveria um produto analgésico. O ministério da Saúde da França não confirmou qual substância foi utilizada. Após a ocorrência, o teste foi interrompido.     

Outros cinco voluntários foram hospitalizados em estado grave. Eles permanecem em condições estáveis e estão sob observação, sendo que quatro deles apresentaram problemas neurológicos e correm o risco de danos permanentes.    

Autoridades ainda disseram que os pacientes tinham boas condições de saúde até tomarem a medicação por via oral. Mais de 80 "cobaias humanas" participaram do teste, conduzido pelo centro de pesquisa francês Biotrial a pedido da empresa farmacêutica portuguesa Bial. 

Todas as vítimas são homens e têm entre 28 e 49 anos A equipe do hospital contatou imediatamente as outras pessoas que testaram a droga e elas estão sendo submetidas a exames. Mais anormalidades clínicas ainda não foram encontradas.    

Autoridades investigam o episódio e a Justiça abriu um inquérito sobre o caso.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais