'El País': Imigrantes cubanos na Costa Rica retomam seu caminho para os EUA

180 já voaram para El Salvador, de onde continuarão a viagem por terra

Matéria publicada nesta sexta-feira (15) no El País, conta que os primeiros 180 migrantes cubanos retidos na Costa Rica retomaram na madrugada de terça-feira (12) seu caminho para os Estados Unidos em clima festivo, mas cientes de que ainda precisam atravessar por conta própria o campo minado que representa para eles o território mexicano.

A reportagem fala que o voo experimental para evitar a passagem pela Nicarágua, país que negou a entrada de quase 8.000 imigrantes cubanos, chegou de madrugada a solo salvadorenho. Dali os viajantes seguirão a rota terrestre que permitirá a eles beneficiar-se de uma lei americana especial para quem abandona Cuba.

Depois de mais de dois meses retidos na Costa Rica, os cubanos finalmente retomaram a rota para o norte. O primeiro grupo, no entanto, está indo para testar a logística coordenada entre vários países da região e a segurança ou falta dela na travessia do México.

O plano de viagem da Costa Rica incluía a saída por via aérea do aeroporto de Liberia (norte) e a travessia de ônibus por El Salvador e Guatemala até Tapachula, na fronteira do México. O plano coordenado com supervisão da Organização Internacional das Migrações (OIM) prevê que, uma vez em território mexicano, os imigrantes cubanos terão 20 dias para alcançar solo norte-americano, onde a Lei de Ajuste Cubano concede residência aos cidadãos de Cuba que entrarem por terra.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais