Fome poderia acabar com 0,3% do PIB mundial por ano

Bastaria destinar 0,3% por ano do Produto Interno Bruto (PIB) mundial à luta contra a fome para que, em um prazo de uma década e meia, o problema fosse completamente eliminado. Esta é uma das principais conclusões do relatório deste ano da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO), o SOFA 2015, que foi apresentado nesta terça-feira, dia 13, em Roma.

Segundo o documento, US$ 267 bilhões por ano, de 2015 a 2030, seriam o suficiente para acabar com a fome no planeta. Para isso, este total deveria ser investido na agricultura e em programas de proteção social.

"Devemos usar a proteção social para romper o círculo vicioso da pobreza. A proteção social permite mais recursos para investimentos na produtividade e na educação e estimula a demanda de produtos locais", afirmou o diretor-geral da FAO, o brasileiro José Graziano da Silva.

"A proteção leva à produção. Não só salva pessoas, mas favorece os investimentos, uma maior produtividade e, portanto, o desenvolvimento", sintetizou o vice-diretor da entidade, Jomo Sundaram.