Forças iraquianas atacam 'califa' do Estado Islâmico

O Exército iraquiano atacou um comboio onde viajava o líder do grupo Estado Islâmico, o califa Abu Bakr al Baghdadi, nas imediações de Anbar. Al Baghdadi se dirigia a uma reunião do EI quando sofreu o ataque, informou o Ministério do Interior de Bagdá, em comunicado. "Muitos homens da diretoria [do grupo] foram assassinados ou feridos", acrescentou a nota.    

O líder, no entanto, não está entre os mortos. Fontes do governo informaram que Al Baghdadi foi transportado com urgência a um local desconhecido e que não se tem informações sobre seu estado de saúde.    

Notícias de que o líder do EI havia sido atingido por ataques aéreos foram veiculadas duas vezes no último ano. Em ambas ocasiões, o "califa" negou as informações.    

Refém    

O religioso sírio Jacques Murad, sequestrado há cinco meses por jihadistas na Síria, foi libertado neste domingo. Fontes próximas ao religioso informaram à ANSA que Murad se encontra desde manhã em Zaydal, ao sudeste de Homs, uma zona próxima à área controlada pelo EI.