Japão evacua ilha devido a erupção de vulcão Shindake

Mais de 130 pessoas deixaram a ilha de Kuchinoerabu

As autoridades japonesas evacuaram nesta sexta-feira (29) 137 moradores da ilha de Kuchinoerabu devido às atividades de erupção do vulcão Shindake. A explosão do vulcão, ocorrida às 10h locais (22h de quinta-feira, no horário de Brasília), não provocou vítimas ou danos materiais.    

Os moradores abandonaram o local em barcos fretados pela Guarda Costeira, com destino à ilha de Yakushima, onde serão distribuídos em quatro acampamentos com comida e cobertores.    

O primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, aprovou a adoção de medidas imediatas para enfrentar a emergência. "Antes de tudo, precisamos garantir a segurança dos moradores", disse à imprensa. O Shindake é o maior vulcão da zona de Kyushu e um dos 110 mais ativos do arquipélago, mantido em observação constante pelas autoridades japonesas.