Farc anunciam fim de cessar-fogo unilateral

Após a morte de 26 guerrilheiros em um bombardeio, as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) anunciaram nesta sexta-feira (22) o fim da trégua unilateral que haviam iniciado em dezembro passado para ajudar o processo de paz com Bogotá.

"Não queríamos suspender o cessar-fogo unilateral e indefinido proclamado no último dia 20 de dezembro como gesto humanitário, mas nos convenceu a incoerência do governo [do presidente Juan Manuel] Santos, com cinco meses de ataques terrestres e aéreos contra as nossas estruturas", diz um comunicado do grupo.

A ação que levou ao fim da trégua foi realizada na noite da última quinta-feira (21), no departamento de Cauca, sul do país. Segundo o presidente da Colômbia, o bombardeio foi um ato de "legítima defesa", mas ele lamentou a morte dos guerrilheiros. Além disso, Santos instou as Farc a aceleraram as negociações de paz em Havana, capital de Cuba, para dar fim a mais de 50 anos de conflito armado interno.