Manifestações no Egito deixam mortos e feridos

As manifestações pelos quatro anos da Primavera Árabe, que derrubou governos no Oriente Médio, estão sendo marcadas pela violência no Egito. As informações sobre o número de mortos e feridos ainda são confusas, mas há relatos de várias pessoas machucadas.

O jornal Masry el Youm, cita que há 11 mortos e 30 feridos. Já outra publicação, Youm 7, afirma que são nove mortos e 22 feridos. As televisões trabalham com a informação de que são cinco mortos e 20 feridos.

A maior parte das vítimas surge nos confrontos entre membros da Irmandade Muçulmana e os policiais em Alexandria e no Cairo. Uma fonte do Ministério do Interior falou às emissoras locais que, entre os mortos, estão "dois terroristas" que morreram na explosão de uma bomba artesanal no centro da capital do país.