Dois soldados colombianos são libertados pelas Farc

Representantes das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) disseram hoje, dia 25, que o grupo "focará seus esforços" na libertação do general Rubén Dário Alzáte após entregar dois soldados, César Rivera e Jonathan Andrés Díaz, "sãos e salvos" nesta terça-feira.    

"Os dois soldados foram entregues de forma segura a uma delegação composta por representantes dos países mediadores do processo de paz, Cuba e Noruega, e da missão humanitária do Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV)", acrescentaram, em comunicado.    

O sequestro ocorreu quando Darío, assim como o oficial Jorge Contreras Rodríguez e a advogada Gloria Urrego, estava indo de barco para uma área a 15 quilômetros de Quibdó, capital de Chocó, de acordo com informações do ministro de Defesa, Juan Carlos Pinzón. 

Darío comanda a unidade especial "Titan" (que atua contra o grupo). Após o episódio, o presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, anunciou a suspensão das negociações de paz com a guerrilha.