Chanceler alemã diz que reconhecer Palestina não ajuda

Para a chanceler alemã, Angela Merkel, o movimento de reconhecimento da Palestina como estado independente, por parte de nações europeias, é ineficiente na tentativa de solucionar a crise entre o território e Israel.

"Um reconhecimento unilateral do estado palestino não avança na solução dos dois estados", disse Merkel, em entrevista dividida com Charles Michel, primeiro ministro da Bélgica, em Berlim, nesta sexta-feira (21).

Para a chanceler, a solução é concentrar os esforços de paz e pelo diálogo entre os líderes dos dois estados.