Em missa, Francisco volta a pregar contra o dinheiro

Baseando-se na parábola de Zaqueu, o Publicano, o papa Francisco afirmou nesta terça-feira (18) durante uma missa na residência de Santa Marta, no Vaticano, que a conversão ao cristianismo só é completa quando atinge o bolso das pessoas.    

Segundo a "Bíblia", Zaqueu era o coletor de impostos em Jericó e cometia muitos atos de corrupção. No entanto, em uma passagem de Jesus Cristo pela cidade, ele decidiu subir em uma árvore para vê-lo. Ao perceber o homem, o filho de Deus pediu-lhe para descer e visitou a sua casa.    

Zaqueu ficou comovido com a atitude e se arrependeu dos seus atos, prometendo restituir com juros o dinheiro que roubara. "Quando a conversão chega ao bolso, então ela é segura. Cristãos de coração? Sim, todos. Cristãos de alma? Todos. Cristãos de bolso, poucos", disse o Pontífice, segundo trechos da homilia divulgados pela "Rádio Vaticana".