Viúva coloca casa de Pinochet em Santiago à venda

Ex-ditador passou seus últimos dias de vida no local

A víuva de Augusto Pinochet decidiu colocar à venda a casa em que o ex-ditador chileno (1973-1990) passou seus últimos anos de vida, em um elegante bairro da capital Santiago. Lucia Hiriart, que se afastou das atividades públicas desde a morte de Pinochet, em 2006, pediu autorização para vendar a casa ao juiz Manuel Valderrama, que está investigando a origem da fortuna do ex-ditador. "A propriedade pode ser vendida, porque pertencia a Pinochet e não está entre os bens apreendidos da família", explicou o magistrado.

    A mansão fica na rua Los Flamencos, no bairro de La Dehesa. Foi lá que Pinochet passou suas últimas semanas de vida, antes de morrer, aos 91 anos de idade, vítima de um infarto. Valderrama encerrou em maio a investigação do chamado "caso Riggs", que busca determinar a origem da fortuna que Pinochet ocultou em bancos estranheiros, como o Riggs Bank, nos Estados Unidos. O juiz deve, agora, apresentar uma acusação contra seis ex-militares, que podem pegar penas de cinco a 10 anos de prisão, por ajudarem a ocultar o dinheiro. Nenhum herdeiro de Pinochet, porém, será acusado. (ANSA)