Estado Islâmico decapita outro refém britânico

O grupo jihadista Estado Islâmico (EI) divulgou um vídeo que mostra um de seus membros decapitando o refém britânico Alan Henning, um taxista de 47 anos que foi sequestrado na Síria em dezembro de 2013.    

No entanto, a autenticidade da gravação ainda não foi confirmada por nenhuma fonte oficial. As imagens são semelhantes às das mortes dos jornalistas norte-americanos James Foley e Steven Sotloff e do voluntário britânico David Haines. 

No final do vídeo, o miliciano ameaça matar outro homem, identificado como um cidadão dos Estados Unidos.    

Henning é pai de dois filhos e dedicava o seu tempo a recolher ajudas para crianças sírias e levá-las para a nação árabe por meio de uma pequena ONG chamada "Aid 4 Syria". Quando foi raptado na cidade de Al Dana, perto da fronteira com a Turquia, ele estava em sua quarta viagem ao país.