Stoltenberg assume cargo de secretário-geral da Otan

Secretário disse que Rússia não cumpre obrigações internacionais

O norueguês Jens Stoltenberg assumiu nesta quarta-feira (01) o cargo de secretário-geral da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), substituindo o dinamarquês Anders Fogh Rasmussen. Em seu primeiro discurso como secretário, ele condenou a atuação da Rússia na crise da Ucrânia.

    Segundo Stoltenberg, o país "continua a violar as suas obrigações internacionais", mas a Otan "continua a tentar uma relação construtiva" com os russos e "não busca o confronto com a Rússia". O norueguês destacou que a solução para a crise ucraniana é o "maior desafio" da entidade e que é "necessário que haja uma mudança de atitude" do governo de Moscou.

    Ele também falou sobre a crise no Iraque e na Síria e afirmou que a instabilidade "está se expandindo", mas destacou que a "coalizão internacional com aliados da Otan e parceiros regionais estão tendo ações decisivas contra o grupo terrorista Estado Islâmico". Além da posse de Stoltenberg, a Itália anunciou que a embaixadora Mariangela Zappia é a nova representante do país na entidade.

    Rasmussen Um dia após deixar o comando da Otan, Rasmussen anunciou a criação da sociedade "Rasmussen Global", que fornecerá consultoria estratégica geopolítica para "governos, organizações globais e grandes empresas". (ANSA)