Turquia envia 10 mil homens à fronteira com a Síria

Cerca de 10 mil soldados turcos foram enviados à fronteira com a Síria por ordem do governo local diante do avanço dos jihadistas do Estado Islâmico (EI, ex-Isis). A informação foi divulgada pelo jornal turco Zaman, que acrescentou que as autoridades de Ancara estão "em alerta máximo".     

Jihadistas do grupo Estado Islâmico decapitaram quatro milicianos curdos, entre eles três mulheres, feitos prisioneiros de combate na área da cidade síria de Kobane, segundo a ONG Observatório Nacional pelos Direitos Humanos (ONDH). Ainda de acordo com a organização, as cabeças das vítimas foram exibidas na cidade de Jarablus.        

As forças jihadistas continuam a avançar em direção a Kobane no lado leste do país, perto da fronteira com a Turquia, e agora estão a dois ou três quilômetros da cidade. 

Militantes do EI perseguem curdos na região, que vem fugindo nos últimos meses principalmente para a Turquia.