Serviço Secreto assume culpa por invasão à Casa Branca 

Julia Pierson, diretora do Serviço Secreto dos Estados Unidos, agência que faz a segurança do presidente Barack Obama, assumiu "toda a responsabilidade" pela recente invasão à Casa Branca, assim como outros episódios similares.

"O que aconteceu é inaceitável e nunca vai acontecer de novo", acrescentou Pierson, a primeira mulher na história do país a assumir o cargo.

A declaração foi feita diante do Congresso, onde falou sobre as últimas falhas de segurança que vieram à tona após um homem identificado como Omar Gonzalez, de 42 anos, chegar até a porta da sede da Presidência dos Estados Unidos recentemente.

Desta forma, Pierson disse que "deve redobrar seus esforços nos próximos meses para que certos episódios nunca mais voltem a acontecer". "Estamos avaliando os passos a tomar", disse, após assumir a culpa.

"Isso, no entanto, não impediu que muitos membros do Congresso criticassem sua gestão do Serviço Secreto, definindo a série de deslizes registrados recentemente como de acontecimentos que "danificaram a confiança" em um corpo de elite.