Quatro curdos são decapitados por membros do Estado Islâmico

Jihadistas do grupo Estado Islâmico (EI, ex-Isis) decapitaram quatro milicianos curdos, entre eles três mulheres, feitos prisioneiros de combate na área da cidade síria de Kobane.    A informação foi divulgada pela ONG Observatório Nacional pelos Direitos Humanos (ONDH). 

Ainda de acordo com a organização, as cabeças das vítimas foram exibidas na cidade de Jarablus.

As forças jihadistas continuam a avançar em direção a Kobane no lado leste do país, perto da fronteira com a Turquia, e agora estão a dois ou três quilômetros da cidade.